Postagens populares

sexta-feira, 10 de junho de 2011

VAIDADE

Vaidade (Florbela Espanca)

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!
Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher todo o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!
Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a terra anda curvada!
E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho...
E não sou nada!...

Um comentário:

Su disse...

sábias palavras da Florbela... vaidade tem limite... embora quase sempre todos acabam se deixando levar pela vaidade vaidade vaidade...
Fico aqui, um pé cá no chão outro lá no céu... sonho e volto, volto e sonho mais... fico de bem com a vaidade, assim ela não me trái...rs virou versinho... Amiga como aprendo por aqui. Beijos no coração! Su.