Postagens populares

sexta-feira, 24 de junho de 2011

ORGANIZANDO SARAUS-Tiago Casagrande


Final de semana. A cena repete-se em quase todos os núcleos de amigos: um telefona para o outro, "Onde é a festa hoje? Onde vai ser a cervejada esta noite?" E assim sucessivamente, até que a turma toda esteja reunida em torno da uma mesa de bar, ou disputando alguns centímetros da pista de dança. Até que, numa sexta-feira meio morosa, alguém levanta a questão: "Por que a gente não faz algo diferente hoje?" Uns fazem cara feia, preguiçosos, preferindo a fórmula halterocopismo-com-papo-furado de sempre. Outros vão topar, e perguntar: "Mas o quê, por exemplo?"
Eis a nossa sugestão de hoje: um sarau poético-literário. Curtição cada vez mais popular em Porto Alegre, alavancada pelo sucesso do Sarau Elétrico (leia matéria aqui), vem abrindo os olhos semicerrados do povo às benesses da literatura e da poesia. Treine sua impostação de voz e arrisque!
Quer umas dicas? Organizar um evento desses é bastante simples. Tudo o que você vai precisar é de amigos, textos, um local e bebida. Por ordem:
Amigos: convide toda a turma. Metade não vai aparecer, justificando o aniversário da Tia Vendelina em Pororoca do Sul. Não tem problema: num sarau, o importante é ter pessoas participativas. Platéia e aglomeração mais atrapalham do que ajudam, já que são essenciais o silêncio e a concentração. Aos poucos, você vai formando um grupo forte de declamadores. Vale interpretar, também; aquela sua amiga que cursa Artes Cênicas vai adorar. Indispensável é que todos sejam incentivados para ler, declamar, interpretar, gritar, seja lá de que maneira for. Se você não achar sua performance boa, leia outro, treine mais. Mas siga insistindo.
Textos: muitos. Selecione poesias, crônicas, contos e fragmentos de romance de seus autores preferidos. Procure não escolher os longos demais, para não perder a atenção dos ouvintes. Outro tempero interessante é exigir, como regra, a leitura de pelo menos um texto próprio de cada participante. Tem gente que fica envergonhada, tem gente que só vai ler os seus próprios textos; mas é bacana para aproximar as amizades, testar estilos, adquirir confiança. É quase dinâmica de grupo.
Dica: Nos sites do IG e do Terra existem seções de livros online, disponíveis para download gratuito. Use para pesquisar textos para leitura.
Local: pode ser uma casa ou apartamento de um dos participantes. É gostoso espalhar almofadões pela sala: as pessoas ficam bem aconchegadas e podem prestar atenção na leitura sem preocupar-se com dor nas costas; e a voz de quem lê, em pé, no centro, circula melhor pelos ouvidos. Se o tempo estiver bom e houver um pátio ou terraço, é altíssimo astral realizar o sarau ao ar livre, sob a luz das estrelas e da lua. Só não esqueça de colocar pilhas na lanterna - ou, se for fazer uma fogueira, de obedecer às normas de segurança para não colocar fogo nos participantes.
Bebida: isso depende de cada um, mas vinho conspira perfeitamente com a atmosfera poética e lírica - sem falar que manda a timidez para longe. No calor, um chardonnay geladinho é perfeito; no frio, um tinto não muito seco, como um pinot noir ou um Barbera caem muito bem. (E, de experiência própria: com vinho da colônia, daqueles de garrafão, é uma maravilha também.) Se tudo for um sucesso, ao longo de algumas horas até os mais quietos estarão declamando sonetos de joelhos, com os olhos cheios de lágrimas.

Um comentário:

Su disse...

Boa tarde amiga querida, vim pro Sarau... enquanto não começa fico aqui ouvindo a Ana Carolina... Leninha querida me emocionei com seu comentário, que lindo isso tudo que você contou, dizem que as imagens falam, talvez essa fala esteja lá nas nossas mãos, naquele céu, naquele dia, foi o dia em que colocamos a nossa aliança, foi registrado alí pela natureza e pelo nosso Criador... O Rafinha levo no coração, na alma e nas minhas mãos também, mãos dadas pra sempre... saberei soltar na hora necessária... Amiga, obrigada pelo seu carinho comigo, nada na vida é por acaso... Fica com Deus, um final de semana cheinho de amor, alegria, muita paz e família! Agora vou pro Sarau, estão me chamando...rs Beijos no coração. Su, Rê e Rafa...